Carregando...
DIPRONotícias

Cineclube Acessível

A Fundação Clóvis Salgado apresenta, por meio do Cine Humberto Mauro, o Cineclube Acessível, mostra permanente que disponibiliza curtas metragens com três recursos de acessibilidade: Libras, Audiodescrição e Legendagem para surdos e ensurdecidos (LSE). Os filmes selecionados para iniciar a mostra são Poética de Barro (2018), de Giuliana Danza, e A Mulher que eu Era (2018), de Karen Suzane. Os curtas estarão disponíveis no Canal da FCS no YouTube a partir do dia 23 de junho de 2020. Este evento possui correlização da APPA – Arte e Cultura.

Serão 3 vídeos para cada filme, um com cada recurso de acessibilidade:

Poética de Barro, de Giuliana Danza (BRA, 2018) |Livre | 6’

Bucólico, delicado e sensível, este curta-metragem animado em stop motion, com argilas do Vale do Jequitinhonha, retrata a crença na luta pela vida em um mundo onde a água tornou-se escassa e no qual uma frágil criatura parte ao encontro de um novo existir.

Poética de Barro – Audiodescrição

Poética de Barro – Closed Caption

Poética de Barro – Libras

A Mulher que eu Era, de Karen Suzane (BRA, 2018) |14 anos | 12’

Cacau é uma mulher negra que casa com um homem branco. Dentro de sua rotina ela encara suas lembranças. Em um contexto onírico e aparentemente absurdo, suas memórias lidam com momentos passados de opressão.

A Mulher que eu Era – Audiodescrição

A Mulher que eu Era – Closed Caption

A Mulher que eu Era – Libras

Este evento tem correalização da APPA Arte e Cultura.

 INFORMAÇÕES GERAIS 
 O quê? Cineclube Acessível
 Quando? Até 31/12
 Onde? Canal da Fundação Clóvis Salgado no YouTube
 Entrada? Gratuita
 Informações para o público (31) 3236-7400