Carregando...
CefartNotícias

Arte, Cultura e Educação: os saberes Afro-brasileiros nos processos de formação artística

A Fundação Clóvis Salgado, por meio da Escola de Dança do Centro de Formação Artística e Tecnológica – Cefart, promove o evento Arte, Cultura e Educação: os saberes Afro-brasileiros nos processos de formação artística, ação interdisciplinar proposta pela com articulação dos professores Jadiel Ferreira e Rodrigo Antero. A Ação é dividida em dois encontros: o primeiro, uma roda de conversa entre professores e artistas do Cefart, debatendo a importância dos os saberes Afro-brasileiros nos processos de formação artística. A mesa-redonda será transmitida ao vivo pelo Canal da FCS no YouTube, no dia 28 de outubro de 2021 (quinta-feira), de 19h às 20h30, com acesso gratuito. O segundo encontro será ministrado por meio de oficina de dança afro-brasileira (Corpo Xirê) exclusiva para alunos matriculados na Escola de Dança do Cefart.

O evento objetiva contribuir com planejamento, orientação, estímulos e trocas de experiências para criação e formulação de práticas pedagógicas decoloniais, antirracista e afro-centradas, para abordagens educacionais no ensino das Artes, tendo como referências os saberes das culturas afro-brasileiras, africanas e indígena na educação básica, ensino técnico, superior e educação não formal.

Com mediação do professor Rodrigo Antero, a conversa terá participação de Adriano Maximiano (Consec – Cadeira de Cultura Afro Brasileira, Capitão de Coroa – Congado de Ilicínea, Rei do Mastro de São Benedito – Guapé, Umbandista e Capoeirista), Jadiel Ferreira (Escola de Dança CEFART), Rainy Campos (Escola de Teatro CEFART), Geraldo Otaviano (Escola de Tecnologia da Cena CEFART), Mara Tavares (Escola de Artes Visuais CEFART), Francisco Rocha (Escola de Música CEFART) e Alexandre Ventura (Escola de Artes Visuais CEFART).

O debate terá como norte as perspectivas da Lei de Diretrizes e Bases para Educação das Relações Étnico-raciais, por meio das leis 10.639/03 e 11645/08, que torna obrigatório o ensino da cultura africana, afro-brasileira e indígena nas escolas públicas e privadas. O evento visa proporcionar um fértil e democrático espaço de debate acerca da inserção e contribuição dos saberes da cultura afro-brasileira nos processos de formação e criação artísticas.

Governo de Minas Gerais e a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, por meio da Fundação Clóvis Salgado, apresentam o evento Arte, Cultura e Educação: os saberes Afro-brasileiros nos processos de formação artística. As atividades da Fundação Clóvis Salgado têm a correalização da APPA – Arte e Cultura e patrocínio máster da CemigAngloGold Ashanti e Unimed-BH / Instituto Unimed-BH¹, por meio das Leis Estadual e Federal de Incentivo à Cultura.

¹ O patrocínio da Unimed-BH / Instituto Unimed-BH é viabilizado pelo incentivo de mais de cinco mil médicos cooperados e colaboradores.

A Fundação Clóvis Salgado é integrante do Circuito Liberdade, complexo cultural sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) que reúne diversos espaços com as mais variadas formas de manifestação de arte e de cultura em transversalidade com o turismo. Trabalhando em rede, as atividades dos equipamentos parceiros ao Circuito buscam desenvolvimento humano, cultural, turístico, social e econômico, com foco na economia criativa como mecanismo de geração de emprego e renda, além da democratização e ampliação do acesso da população às atividades propostas.

 

Oficina de dança afro-brasileira Corpo Xirê: dançando ancestralidades afro-brasileiras (exclusiva para alunos matriculados no Cefart)

Professor: Jadiel Ferreira

Dias: 25 e 27 e de outubro de 2021

Horário: 14h às 16h

Sinopse: A dança afro-brasileira proposta neste curso tem como princípios artísticos e pedagógicos pensar a dança afro-brasileira para o contexto cênico e como um projeto corporal de emancipação de dança de estéticas negra afrocentrada e antirracista. Investigando possibilidades de criação contemporânea de estéticas negras e suas poéticas políticas. Entendendo-a como um modo de pensar, perceber, sentir e ser que visa descolonizar ressignificar as representações de corpos negros na Dança/Arte, Educação em nossa sociedade. Neste sentido, objetivamos com este curso por meio de aulas teórico-práticas, possibilitar aos participantes noções básicas de técnicas de danças afro-brasileira para o contexto cênico, histórico da dança afro no Brasil e estímulos para criação de novas epistemologias de estéticas negras no âmbito da criação de dança contemporânea.

 

>>INFORMAÇÕES GERAIS<<

O quê? Arte, Cultura e Educação: os saberes Afro-brasileiros nos processos de formação artística
 Quando? 28/10
 Onde? Canal da Fundação Clóvis Salgado no YouTube
 Entrada? Gratuita
 Informações para o público (31) 3236-7400