Carregando...
Patrimônio Cultural

JARDINS DO PALÁCIO DA LIBERDADE RECEBEM GRANDE VISITAÇÃO NO FIM DE SEMANA

Com a volta da visitação regular, o Palácio da Liberdade dinamiza visitação às suas áreas externas, com atividades em seus Jardins, que têm importantes obras de artes e paisagismo de rara beleza

Com a normalização das visitas regulares destinadas a pequenos grupos e respeitando todas as normas de segurança sanitária, o receptivo do Palácio da Liberdade apresenta algumas novidades, com atividades especiais aos sábados e domingos.

Por meio de parceria entre o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG) e a APPA – Arte e Cultura, a visitação mediada aos Jardins é gratuita, aberta a todos e ocorre em duas modalidades: visitação interna (que também inclui o acesso aos Jardins) e visitação externa, que permite acesso apenas aos Jardins.

A visita mediada leva o visitante a conhecer elementos que remetem à época da construção da cidade de Belo Horizonte, além de aspectos históricos, decorativos, simbólicos e a diversidade das espécies botânicas.

No fim de semana dos dias 9 e 10 de abril, integraram as atividades de visitação aos Jardins programas educativos, como o Caça aos Detalhes e a Oficina de Bonecas Abayomi.

Caça aos Detalhes

O Caça aos Detalhes foi uma atividade participativa, pois explorou os Jardins históricos e a fachada do Palácio. Antes do início da visitação, os convidados receberam fotografias dos detalhes das fachadas e Jardins e, a partir daí, precisaram reconhecer os elementos apresentados pelas fotografias. 

O Caça aos Detalhes teve como objetivo sensibilizar o olhar dos visitantes para os elementos decorativos, arquitetônicos e simbólicos que fazem parte do edifício e seu entorno. O programa é, na verdade, uma ótima maneira de descobrir o espaço brincando.

Oficina de Bonecas

Também realizada na área externa, a Oficina de Confecção de Bonecas Abayomi foi ministrada pela pedagoga Marcela Alexandra. Feitas de pano, à mão e sem costuras, a Boneca Abayomi é considerada uma referência cultural relevante para a valorização da cultura afro-brasileira. Elaborada de forma artesanal, sua representatividade fomenta ainda uma importante reflexão sobre igualdade racial, sendo ferramenta de combate ao racismo.

Para a estudante de design gráfico, Maria Alvina, de Florianópolis, Santa Catarina, “tudo aqui é maravilhoso e, na visitação mediada, a gente conhece o contexto histórico, como a intervenção que ocorreu aqui durante a ditadura militar. Então, aliando as belezas e a história, a visitação fica muito mais enriquecida e proveitosa”. 

O Palácio da Liberdade é a sede histórica do Governo do Estado de Minas Gerais. Inaugurado em 1898 e denominado originalmente como Palácio Presidencial, o edifício é o principal elemento articulador do Conjunto Arquitetônico da Praça da Liberdade e um grande atrativo do Circuito Liberdade. Em 2018, suas portas foram reabertas para que o público tenha a oportunidade de conhecer essa importante referência cultural, política e arquitetônica do Estado.

Os ingressos para visita ao Palácio são disponibilizados às quintas-feiras no www.sympla.com.br/produtor/appa

É necessário apresentar-se à recepção com 15 minutos de antecedência ao horário agendado.

Atenção:

A retirada de ingressos é obrigatória para crianças a partir de dois anos de idade.

A entrada para o público é realizada pelo portão da Avenida Cristóvão Colombo.

Só retire seu ingresso se tiver certeza que poderá comparecer no dia e horário selecionados.

Lembre-se de que as vagas são limitadas e outras pessoas também podem estar interessadas em realizar a visita.

Mais informações:

pl.educativo@appa.art.br 

appa.art.br/palaciodaliberdade  

FOTO: PETRÔNIO SOUZA