Carregando...
Iepha/MG

FAZENDA BOA ESPERANÇA RECEBE EVENTO EM HOMENAGEM AOS MORADORES DE BELO VALE

Abertura do Projeto Moradores, com retratos em grande formato dos habitantes da cidade, aconteceu no sábado, 14 de maio, na área externa da sede da Fazenda, e continua de quarta-feira a domingo. A programação contou ainda com roda de conversa sobre “Patrimônio e Memória” e exibição de filme documentário na cidade 

Uma grande homenagem às pessoas que vivem em Belo Vale e suas histórias de amor e ligação com a história do município foi o foco central da solenidade de abertura do “Projeto Moradores – Belo Vale”, que aconteceu na manhã deste sábado, dia 14 de maio, na área externa da sede da Fazenda Boa Esperança. A lendária Fazenda é um exemplar raro da arquitetura rural mineira do século XVIII, tombado como Patrimônio Histórico do Estado de Minas Gerais. 

O “Projeto Moradores – Belo Vale” tem entrada gratuita e foi realizado por meio do Termo de Parceria celebrado entre o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) e a Appa – Arte e Cultura. Ele faz parte de uma ação maior: o Projeto Moradores – A Humanidade do Patrimônio, que visa à ocupação do espaço público pelas Artes Integradas (Fotografia, Audiovisual e Educação Patrimonial).  O Projeto tem como objetivo valorizar as memórias afetivas e as histórias dos moradores de Belo Vale como sendo o maior patrimônio que a cidade pode ter.

Montada na área externa da Fazenda Boa Esperança, a exposição apresenta 14 retratos – em grande formato – de moradores de Belo Vale. Para chegar ao resultado final da exposição, a equipe do Projeto Moradores – A Humanidade do Patrimônio montou uma tenda no adro da Igreja Matriz de Belo Vale, durante quatro dias do mês de abril. Ali, cerca de 100 pessoas foram fotografadas e entrevistadas, com o objetivo de registrar as suas memórias afetivas com Belo Vale.

Para a moradora de Belo Vale, Graziele Regina Ribeiro, “a exposição vem reafirmar os valores culturais que hoje tem seu devido reconhecimento na comunidade, quando por muito tempo passamos por um processo silencioso de apagamento cultural e social. Então, essa exposição vem externar nossas belezas, nossa identidade, as manifestações religiosas das pessoas que aqui vivem. Isso é tudo muito importante, pois vem reconhecer aquilo que cultivamos, mostrando que isso é a essência das pessoas de Belo Vale, com toda sua tradição histórica e cultural”. Fez parte do evento também roda de conversa com a temática “Patrimônio e Memória”, envolvendo moradores de todo o município de Belo Vale, e exibição de filme documentário.

A exposição dos retratos continua de quarta-feira a domingo, de 9h às 12h.

Sobre o Projeto

O Moradores (projetomoradores.com.br) é uma produção da NITRO Histórias Visuais (www.nitroimagens.com.br), de Belo Horizonte. Criado em 2012, já passou por cinco estados brasileiros e 23 territórios. Fotografou e registrou a história de aproximadamente 3.800 pessoas. Foi reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como uma ação de sucesso em Educação Patrimonial.

A NITRO Histórias Visuais, produtora do Projeto Moradores, também esteve com o Iepha-MG e Appa – Arte e Cultura na elaboração do mapa afetivo de Belo Vale, que pode ser acessado por esse link: https://mapaafetivodebelovale.com.br.

Desde 2018, a APPA – Arte e Cultura, em parceria com o Iepha-MG, órgão vinculado ao Governo do Estado de Minas Gerais, é responsável por ações de requalificação, promoção e educação para o patrimônio cultural no Estado.