Carregando...
Iepha/MG

COMUNIDADE NOIVA DO CORDEIRO RECEBE NOVA ETAPA DO ENCONTRO COM EDUCADORES

A última edição do Encontro com Educadores da Fazenda Boa Esperança aconteceu em uma comunidade rural muito especial, a da Noiva do Cordeiro

Situada na zona rural de Belo Vale, na divisa do município com Piedade dos Gerais, a Comunidade Noiva do Cordeiro chama a atenção por sua história e forma organizacional de vida. No local, predomina um trabalho compartilhado por todos, de forma harmoniosa e coletiva. Tudo na Comunidade é produzido pelos próprios moradores. As atividades são realizadas em conjunto, contando com a participação de todos os habitantes, independentemente do sexo e da idade. 

Por isso, essa edição do Encontro com Educadores foi muito especial, pois ela proporcionou o compartilhamento de ricas experiências entre o Programa Receptivo e Educativo da Fazenda Boa Esperança e os membros da Comunidade.

Participaram do Encontro 10 professores e educadores, representando a Escola Maria Senhorinha de Lima e a Associação de Moradores local. O evento ocorreu no Auditório do Projeto Sexta da Viola de Noiva do Cordeiro, na manhã de quinta-feira, 28 de abril. 

Para o Coordenador Educativo da Fazenda Boa Esperança, Romeu Matias, “esse Encontro foi um grande aprendizado para todos nós, pois tudo isso que partilhamos, a Comunidade vive de forma plena, como a ideia do pertencimento, de preservação de suas raízes e valorização de sua cultura. Isso é o que vivenciamos no Encontro com Educadores e eles já vivem tudo isso de uma forma bem natural”, finalizou. 

O próximo Encontro com Educadores da Fazenda Boa Esperança está marcado para o mês de maio.

Encontro com Educadores

O objetivo do “Encontro com Educadores” é promover a troca de saberes e o compartilhamento de repertórios culturais, por meio de temáticas que abarcam a Fazenda Boa Esperança e sua relação como equipamento cultural com a cidade e seu entorno. 

Desde 2018 a APPA, em parceria com o @iepha_mg, é responsável por ações de requalificação, promoção e educação para o patrimônio cultural em Minas Gerais.

FOTO: Romeu Matias