Carregando...

Angelo Oswaldo de Araújo Santos

Evoco meus quatro anos de contato direto com a APPA, ao dizer que ela é instrumento decisivo para as políticas de cultura em Minas Gerais. A entidade foi um dos principais suportes da estratégia que fez do Palácio das Artes, uma referência internacional. Relançamos esse grande centro, superando problemas herdados do incêndio e de antigas deficiências físicas. Uma perspectiva empolgante se estabeleceu, a partir das possibilidades ensejadas pela APPA, quanto à captação de recursos e concretização de metas. A parceria da Fundação Clóvis Salgado com a APPA tem sido um programa exemplar. Conseguimos que a APPA se tornasse a primeira OSCIP cultural do Brasil e conquistamos resultados de reconhecido sucesso.